José Junior

  • AfroReggae
  • 5 de maio, 2014
CompartilharTweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook

José Pereira de Oliveira Junior nasceu em dois de julho de 1968 e cresceu no Centro do Rio de Janeiro. Tinha tudo para escolher caminhos errados diante do cenário de criminalidade e hostilidade que moldaram sua infância, mas, diferente de muitos, optou pelo caminho alternativo.

De Batman à Sócio Educador, José Junior começou promovendo festas de funk e reggae no Centro do Rio de Janeiro, o que despertou seu talento nato como empreendedor social.  Com o surgimento do jornal impresso AfroReggae Notícias, a vontade de descriminalizar as ruas e difundir a cultura afro se consolidou e José Junior tinha plena consciência de que através da arte, muitos jovens deixariam de optar pelos “caminhos errados”. Em 28 de agosto de 1993, Junior teve a primeira prova de que sua luta nas comunidades do Rio de Janeiro seria grande. Os moradores da favela sofreram com uma chacina que matou 21 inocentes, em Vigário Geral.

df

j-j-biografia

Foto: Moskow.

fg

Um mês após a tragédia, começou um trabalho que deu início a uma nova forma de educação e descriminalização da cidade. Denominado então Grupo Cultural AfroReggae, o GCAR, passou a oferecer oficinas de reciclagem de lixo, percussão e de dança afro dentro da favela de Vigário Geral, no assim chamado Núcleo Comunitário de Cultura.

Em 2010, durante a ocupação do Complexo do Alemão pelas tropas do Exército, Marinha, Polícias Civil e Militar, Junior se destacou na mídia como mediador de conflitos e auxiliador no trabalho de pacificação das favelas cariocas, usando como escudo a camiseta do AfroReggae. É reconhecido como um interlocutor e percursor da ponte entre autoridades e criminosos que, por algumas vezes, conseguem mudar  de vida por meio da arte, música e cultura. Junior é o “cara que fala com os dois lados”.

Hoje, o AfroReggae conta com quatro núcleos de atuação, mais de 30 projetos em andamento, 9 grupos artísticos e programas de TV reconhecidos, como o Conexões Urbanas e Papo de Polícia, ambos no Multishow.

Em 2013, comemorando os 20 anos de trabalho, abriu a primeira sede fora do Rio de Janeiro, um escritório de representação em São Paulo. Além disso, expande sua metodologia de trabalho social pelo mundo todo. As oficinas do AfroReggae já foram multiplicadas em países como a Índia, Colômbia, China, Inglaterra, França e em Cabo Verde, na África, a convite da ONU.

Com diversos prêmios nacionais e internacionais, Junior leva como missão a vontade de mudar a vida de jovens que crescem esquecidos pela sociedade e de transformar nosso país em um lugar mais engajado, rico em cultura e igualitário.

11 respostas para “José Junior”

  1. Mariangela disse:

    Olá! Ficou muito impressionada com todos os projetos mencionador pelo fernando no BBB15 que é um exemplo de promover igualdade e dignidade a todas. sou psicologa e arteterapeuta e já trabalhei com grupos de HIV, homens drogatictos e egressos de rua, obesidade, idosos, profissionais cuidadores, etc…entre outras e adoraria levar a arte como terapia para se enganjar em grupos que não tem acesso. Contato 987657118- 996578630 maripsicoarte@yahoo.com
    Grata!
    Mariangela

    • Thayane Guimarães disse:

      Olá, Mariangela! Muito obrigada pelo interesse em trabalhar conosco e ajudar na inserção social de grupos estigmatizados.Seu trabalho é lindo, a propósito! Já repassamos seu contato para a equipe de projetos.

      Abraços!

  2. Denise Rosa disse:

    Querido Junior e um prazer acompanhar essa trajetoria de sucesso que vi se iniciando junto com Teko e Casa Brasil Nigeria. Paz em sua caminhada.,

    Denise Rosa.

  3. Alba Santos disse:

    Bom dia!

    Sempre admirei seu trabalho e sua coragem. Ontem (com insonia) vi você num programa de TV. Gostaria de saber se aqui em São Paulo, você tem algum projeto para ajudar meu sobrinho no caso de uma formação. Ele está numa Clinica em Ibiuna, mas lá infelismente os trabalhos são com hortas (não há um trabalho de marcenaria, carpintaria, reciclagem, etc), oq eu a meu ver precisaria (para ocupar mais o tempo e aprender algo) de maus trabalhos ou uma formação específica.
    Muito obrigada!
    Parabéns!
    Alba

  4. marcio disse:

    Valeu irmão,continue assim!

  5. José Junior.8 disse:

    Boa noite é estou cursando serviço social, e medeparei com uma situação , complexa, um ex . detento querendo ser resocialisa. oque os senhores pode fazer para me ajudar. Grato: José Junior. – respondido por email-

  6. Fabiano Amorim disse:

    respondido

    Sou um ex presidiário, consegui tirar todos os meus documentos, mas na hora de arrumar emprego sou descriminado por ser um ex presidiário, por favor, me ajudem a arrumar um emprego, não quero voltar pra vida do crime Dinovo, ass:Fabiano Amorim.,de petropolis-rj

  7. Fabiano Amorim disse:

    Nota 2016 pelo seu trabalho, e toda equipe estão de parabéns.

  8. Paulo S. Grave disse:

    Senhor,
    Tenho interesse em ler sua biografia. Assisti sua entrevista na Band e parece que comentou a respeito de uma publicação sobre. Como poderia obtê-la? Já foi publicada e está em todas as livrarias?
    Grato
    – Respondido pelo e-mail-

  9. Gledson Silva disse:

    Boa noite mestre,eu tomei a liberdade de lhe enviar meus contatos,para podermos fazer um resgate em minha comunidade,tenho meu espaço trabalho e sou líder comunitário,mas aqui no capão redondo,o que se faz é a velha e antiga política,mas preciso de fôlego para seguir em frente com vc ao meu lado e nosso trabalho podemos fazer grandes resgate,veja como podemos fazer uma aliança ou se preferir ligue me
    Sonho que se sonha junto é realidade que deus lhe dê longos dias e lhe proteja para combater o bom combate

Comentar