Os detalhes do premiado trabalho do AfroReggae em Cabo Verde

  • Eduardo Borzino
  • 8 de janeiro, 2014
CompartilharTweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook

Entrevistas, números e gráficos de um projeto premiado pela ONU

A iniciativa de ajuda humanitária criada pelo AfroReggae foi considerado o quarto melhor do mundo em uma ampla avaliação de 53 projetos na Feira do Conhecimento e Inovação Social do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Desenvolvido em Cabo Verde através da parceria inédita com o PNUD, Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o AfroReggae, a iniciativa teve início em setembro de 2013.

O AfroReggae faz parte desta tríplice aliança que, em parceria com o governo de Cabo Verde e ONGs, deu o ponta pé inicial para articular iniciativas que vão contribuir para a estruturação e apoio à gestão social do país, introduzindo e capacitando a equipe regional em expressões culturais como circo, música, percussão, teatro e grafite. Além das atividades culturais, o projeto desenvolvido em Cabo Verde conta a aplicação da metodologia do Índice Multidimensional de Pobreza, medidor que leva em consideração aspectos que vão além da renda, como educação, habitação e saúde.

Os detalhes do trabalho em Cabo Verde em um informativo especial, o InfoReggae

Este InfoReggae Especial apresenta informações sobre o prêmio, os resultados da aplicação do Índice de Pobreza Multidimensional e a classificação do Risco Social Familiar das famílias atendidas e um resumo do trabalho desenvolvido em 2013 e narrado no com um “Diário de Bordo da equipe”.

Na publicação você encontra entrevistas com a equipe do projeto: Bruna Camargos, Coordenadora da Missão Humanitaria em Cabo Verde; Johayne Hildefonso, Coordenador Cultural da Missão Humanitária; e Ana Cristina Silva, supersivora da area social do Projeto e da Metodologia Risco Social Familiar em Cabo Verde.

Sobre o InfoReggae:

O InfoReggae é uma publicação semanal e faz parte dos conteúdos desenvolvidos pela Editora AfroReggae.

Comentar