Paixão Bandida

CompartilharTweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook

 

Das várias formas de amor que existem, uma das mais intrigantes é a do amor bandido. Principalmente quando esse sentimento é vivido por pessoas que, em nome desse amor, acabam se envolvendo com o crime. São histórias de amor que começam como quase todas que conhecemos: jovens que em um momento da vida acreditam ter encontrado o amor de suas vidas.

Quatro mulheres, quatro histórias.

A primeira temporada da série conta com um olhar que privilegia o ponto de vista feminino. As histórias começam como qualquer outra: casais que se conhecem, se apaixonam, e decidem ficar juntos. Mas logo essas histórias se desviam do lugar comum do romantismo, quando estes homens enfim revelam seu envolvimento com o crime. Inclusive, em alguns casos, as mulheres também passaram a ter.

O programa conta as histórias reais sobre quatro mulheres que se apaixonaram por homens envolvidos com o crime. Em quatro episódios, o público vai conhecer o dia a dia de Dani, Viviane, Renata e Bia; quem são e o que fazem estas mulheres que tiveram suas vidas marcadas por viverem amores perigosos.

O outro lado da relação.

Desta vez, a série, que antes mostrava namoradas e mulheres de detentos, fará o inverso e dará vez aos homens. A segunda temporada de Paixão Bandida agora conta as histórias de quatro homens que se envolveram no mundo do crime por amor e que cuidam dos filhos e da casa enquanto suas amadas cumprem pena.

Marcos,  Walter, Jadeíldo e o Oberdan. contam o que fazem hoje, como lidam com o passado, quais razões e emoções os levaram para o submundo do crime, o que pensam do futuro, como enfrentam o presente, como chefiam as famílias sem as esposas, as visitas íntimas e o recomeço.