Afro Circo está em cartaz com “Gênesis: O Mix da Criação”

  • Eduardo Borzino
  • 30 de março, 2016
CompartilharTweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook

“Gênesis: O Mix da Criação” conta a história da criação do mundo pelo olhar dos Iorubás, cuja mitologia influenciou o nascimento de várias religiões, entre elas, o Candomblé, no Brasil. Até 22 de maio, companhia circense do AfroReggae apresenta espetáculo sobre a criação do mundo segundo mitologia Iorubá.

Segundo a lenda, quando o Deus supremo Olorum criou o universo, ele jogou na terra cinco galinhas-d’angola e mandou que elas ciscassem, para separar os cinco continentes. Os Orixás, em festa, tomaram conta do planeta e criaram todas as coisas e os seres humanos. Assim narra a tradição e daí teve início a viagem que uniu a África ao Brasil.

Em cena, os orixás e as yabás dão vida ao espetáculo, que vai do clássico ao contemporâneo e confere à arte circense o inconfundível gingado brasileiro utilizando símbolos e elementos cotidianos da nossa cultura.

O condutor desta viagem em forma de espetáculo é ninguém menos que Benjamim de Oliveira, o primeiro palhaço negro do Brasil. E, é ele que nos guia entre luz, cores e movimentos para a explosão de cosmos do nascimento da vida.

Desta forma, o espetáculo inova ao abrir mão de elementos clássicos do circo para dar lugar a mitologia africana e um personagem que quebra o padrão de palhaços tradicionais vestidos de cetim. O Benjamim de Oliveira do espetáculo atua como maestro de uma odisseia.

df 

Serviço

 

Temporada: 1º de abril a 22 de maio, sextas, sábados e domingos.

Horário: Sextas às 20h / Sábados às 16h e 20h / Domingos às 18h.

Local: Teatro Municipal Carlos Gomes – Praça Tiradentes, s / nº – Centro.

Duração: 1h.

Compre seu ingresso

df

e-flyer_temporada

fd

Sobre o Afro Circo

A história do Afro Circo começa em 1996, em Montreal, quando José Júnior, Coordenador Executivo do AfroReggae, conhece Guy Laliberté, fundador do Cirque du Soleil, no Seminário sobre Movimento Popular.

A ideia inicial era de levar oficinas de circo para Vigário Geral, na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. Entretanto, havia um grande interesse em trabalhar no Cantagalo. Então, as primeiras cambalhotas foram dadas na favela da Zona Sul carioca.

Com o tempo e muita dedicação, talentos foram revelados pelo Afro Circo, que até hoje segue exportando artistas para companhias circenses de todo mundo como o Cirque du Soleil, Ringling Bros, entre outros.

Ingressos:

R$ 30,00 vendas na bilheteria do Teatro Carlos Gomes e clicando aqui.

2 respostas para “Afro Circo está em cartaz com “Gênesis: O Mix da Criação””

  1. Cesar Carvalho disse:

    O espetáculo é simplismente maravilhoso, a peformace dos atores muito boa, gostei muito do enredo e quero voltar.

  2. Mariza Rangel disse:

    Excelente !!!! Grande produção, ótimos artistas, muito diferente!!!! Parabéns!!!

Comentar