Mutirão AfroReggae chega ao Caju

  • Eduardo Borzino
  • 14 de maio, 2014
CompartilharTweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook

O projeto Mutirão AfroReggae, criado em 2013, tem como objetivo identificar e resolver as principais privações familiares das comunidades em que o AfroReggae atua. Assim, é possível conhecer os índices de educação, saúde, qualidade de vida e habitação e gerar uma melhoria efetiva na vida de muitas pessoas. O trabalho teve início em Parada de Lucas, onde 4.417 moradores receberam os agentes do AfroReggae em suas casas para mapear as privações locais.

Em 2014, a parceria com a Natura possibilitou a expansão do projeto na cidade do Rio de Janeiro. Chegamos no Complexo do Caju. Lá, já foram visitadas Vila dos Sonhos, Parque São Sebastião e Ladeira dos Funcionários, mais de 800 moradores foram atendidos. A equipe do AfroReggae identificou que uma em cada quatro famílias desta região tem ao menos uma pessoa sem emprego e há mais de 90 domicílios sem banheiro em casa.

Emprego e Cultura para os moradores

Após identificar a necessidade de empregos no Complexo do Caju, o Mutirão AfroReggae promoveu, através do Segunda Chance, uma ação para oferecer vagas aos moradores. Ao todo foram atendidos 89 candidatos de perfis variados.

Os instrutores de oficinas de circo, dança livre, hip-hop e percussão realizam atividades diárias. Só em abril, 379 crianças participaram.

Comentar