Mutirão AfroReggae chega a Vigário Geral

  • Eduardo Borzino
  • 1 de setembro, 2014
CompartilharTweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook

De casa em casa, de porta em porta, é assim que a equipe do Mutirão AfroReggae encontra e resolve problemas como crianças fora da escola, evasão escolar, habitações precárias, gestantes sem pré-natal, jovens em situação de risco social e próximos da violência. Depois de atender mais de 2.400 famílias em Parada de Lucas e no Complexo do Caju, o projeto começou, este mês, o trabalho em Vigário Geral.

Metodologia do Programa das Nações Unidas

A equipe do Mutirão realiza visitas domiciliares e aplicam um questionário desenvolvido pelo AfroReggae, o Risco Social Familiar, criado de acordo com  o Índice de Pobreza Multidimensional, metodologia do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. Assim, é possível  medir privações familiares que vão além da renda.

Sobre o Mutirão AfroReggae

O projeto é uma resposta concreta às deficiências do dia a dia das comunidades. Seu objetivo é solucionar problemas,cinco deles em caráter de urgência social: crianças fora da escola, evasão escolar, habitações precárias, gestantes sem pré-natal, jovens em situação de risco social e próximos da violência. Além deste trabalho, o Mutirão promove oficinas itinerantes de percussão, dança e circo.

Comentar