Unidos pela música

  • Eduardo Borzino
  • 12 de abril, 2015
CompartilharTweet about this on TwitterShare on Google+Share on Facebook

A Orquestra AfroReggae se apresentou ao lado do quarteto Salut Salon neste sábado (11), às 21h, no Theatro Municipal. Mas essa história começou um pouco antes.O convite foi feito após as artistas alemãs passarem um dia em Vigário Geral, onde conheceram o Centro Cultural Waly Salomão e também realizaram um workshop para a Orquestra AfroReggae. Depois da conversa musical, a Salut Salon decidiu chamar alguns integrantes para se apresentarem com elas.

A Orquestra AfroReggae e o Criança Esperança

Mais que sopros e cordas, a Orquestra AfroReggae é formada por histórias. E cada pedaço dessa trajetória soa como música para gente. Tudo começou em 2005, em Parada de Lucas. Foi lá, no Centro Inteligência Lorenzo Zanetti que as primeiras oficinas de música clássica aconteceram. Com o tempo, talentos foram descobertos e quatro anos depois, a Orquestra AfroReggae foi formada. Hoje, além dos concertos, os integrantes também ensinam o que aprenderam, eles atuam na formação de jovens em aulas de violino, violoncelo, flauta doce, clarinete, trombone e trompete.

Sobre o Salut Salon

O quarteto alemão é formado versáteis artistas alemãs. Conhecidas pela excelência musical, o repertório do grupo vai do clássico ao pop-rock, passando pela música tradicional, folclórica, tango e canções francesas. E tudo isso com apresentações performáticas que reunem elementos tetrais e circenses e a dose certa de humor.

fg

gf

Integrantes:

Angelika Bachmann, violino
Iris Siegfried, violino e vocais
Sonja Lena Schmid, violoncelo
Anne-Monika von Twardowski, piano

 

Comentar